Arquivo da categoria: Esperei o DVD

Esperei o DVD: Pr&$$@910

Postado por Rodrigo Pinder

knowing_movie_image_nicolas_cage__4_

Todo mudo já viu esse, certo? Não preciso colocar um aviso de SPOILER aqui, preciso?

Bom, talvez eu precise. Talvez o que é óbvio para mim não seja tão óbvio para outras pessoas. Talvez exista um propósito no universo, um Objetivo Maior, um Plano Inefável. Ou talvez a vida seja apenas uma série de acontecimentos randômicos, porém inevitáveis. De onde viemos? Para onde vamos? Por que eu sou obrigado a compartilhar das músicas ruins que meus vizinhos ouvem?

Estas são as questões fundamentais da existência humana, e uma dramatização envolvendo um cético deparando-se com uma prova inegável de presciência sobrenatural poderia ser um jeito intrigante de explorá-las, mas os três roteiristas deste filme aparentemente estão mais preocupados com (a) catástrofes, (b) terror fantasmagórico e (c) Nicholas Cage correndo e/ou gritando com pessoas.

Os apologistas de Dark City vão ter que me desculpar, mas Alex Proyas nunca teve muita sensibilidade para lidar com roteiros. Não dava pra esperar que ele tivesse, por exemplo, os cojones de cortar o que é provavelmente o prólogo mais dramaticamente inútil de todos os tempos, ou exigir uma revisão no segundo ato, prolongando a descoberta e criando suspense através da ambiguidade. Como não há espaço para dúvidas e logo fica claro que as previsões são à prova de balas, a tensão é natimorta, a duração um mero capricho e cada obstáculo um exercício de futilidade.

CONTINUE LENDO>

4 Comentários

Arquivado em Cinema, Esperei o DVD, Religião

Esperei o DVD: Cloverfield – Monstro

Postado por Luis Calil

A realidade é uma bagunça. Ela é simultaneamente caótica e banal, e frequentemente frustrante. Mas a “Realidade” – a de Reality Shows – não pode funcionar assim. A maioria das pessoas não tem interesse em gastar seu tempo reservado para entretenimento assistindo algo que reflete fielmente a confusão do dia-a-dia, não importa quão incisiva e produtiva seja a reflexão.

A solução que produtores de TV encontraram pra isso foi contratar roteiristas e montadores que têm como missão enfiar na realidade arcos dramáticos, conflitos forçados, resoluções convenientes, e todo tipo de fórmula que ficção utiliza. Assim, as pessoas têm apenas a impressão de ver algo real, quando na verdade estão recebendo colheradas de algo quase tão pré-programado e seguro quanto um sitcom aleatório. Com cortes traiçoeiros e uma estrutura escavada à força, um episódio de America’s Next Top Model pode acabar lembrando – por bem ou por mal – algum capítulo da novela das 8, e Run’s House alguma reprise de The Cosby Show.

O problema de Cloverfield – o filme de monstro de J.J. Abrams (Lost, Alias e outras merdas) – é que ele representa a situação inversa do que eu descrevi acima. É um filme de ficção cuja ambição é criar uma sensação imersiva de realismo através do conceito de filmagem amadora, mas que falha toda vez que ele nos lembra que os caras por trás da obra saíram de Hollywood.

CONTINUE LENDO>

6 Comentários

Arquivado em Cinema, Esperei o DVD, TV

Esperei o DVD: Piaf – Um Hino ao Amor

Postado por Rodrigo Pinder

Piaf – Um Hino ao Amor foi um dos filmes mais comentados na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo de 2007. Era difícil ficar 15 minutos em uma fila qualquer sem ouvir alguém matraqueando sobre ele, o que teve um resultado óbvio: mais e mais pessoas fizeram o possível para encaixa-lo em suas programações, até o ponto em que você não podia girar um gato morto sobre a própria cabeça na Avenida Paulista sem atingir algum cinéfilo falando sobre Edith Piaf.

O mais engraçado é que o filme nem fazia parte da programação do Festival CONTINUE LENDO>

3 Comentários

Arquivado em Cinema, Esperei o DVD